Arquivos do Blog

Como a ciência explica a origem dos seres humanos?


Anúncios

Criacionismo e evolucionismo


Além dos cientistas, preocupados em responder questões relacionadas à origem dos seres humanos e do universo, povos de muitos lugares e épocas diferentes também se preocupavam em ter respostas. Assim, as primeiras explicações que surgiram foram os mitos. Mas o que são mitos?

Os mitos são narrativas que misturam personagens reais e imaginários, atribuem grande importância às forças da natureza e aos acontecimentos extraordinários. Muitas dessas histórias chegaram até nossos dias porque foram transmitidas oralmente, de geração a geração.

Se pararmos um tempinho para procurarmos no google, acharemos uma infinidade de mitos de criação. Eles variam conforme a cultura, a época. Na cultura ocidental, cristã, o mito de criação consolidado está descrito no livro canônico de gênesis.

Segundo o livro, Deus teria criado o mundo em 6 dias e descansado no sétimo. Antes, contudo, havia criado o homem e a mulher de terra moldada, Adão e Eva, cujas responsabilidades seriam de cuidar do Jardim do Éden. O livro de Gênesis relata o passo a passo da criação do mundo por Deus. (Ver a história aqui)

“No princípio criou Deus os céus e a terra.
E a terra era sem forma e vazia; e havia trevas sobre a face do abismo; e o Espírito de Deus se movia sobre a face das águas.
E disse Deus: Haja luz; e houve luz.
E viu Deus que era boa a luz; e fez Deus separação entre a luz e as trevas.
E Deus chamou à luz Dia; e às trevas chamou Noite. E foi a tarde e a manhã, o dia primeiro “
Gênesis 1:1-5 

Daí, surgem as discussões e debates acalorados. Muitos não aceitam a explicação religiosa e outros não aceitam as explicações científicas. Cada lado tentando desqualificar o outro. O que, na minha opinião, é infrutífero.

Podemos conviver com as diferentes teorias desde que, sem preconceito, tentemos compreender as visões de mundo que estão por trás de cada uma. Quem acredita na teoria criacionista não precisa abrir mão de sua fé, mas deve buscar conhecer a origem das histórias narradas por seus líderes religiosos. Certamente, irá descobrir que muitas delas, embora tratadas como “história real”, foram criadas para educar um povo, transmitir valores em uma época e um povo específico. Fato é que essas histórias chegaram até nós e cabe a todos nós procurar entender como foram elaboradas.

Qual é a origem dos seres humanos?


As populações humanas em todo o mundo hoje mostram diferenças regionais em sua aparência, mas nossos esqueletos e genes mostram que todos nós compartilhamos um ancestral comum Africano.

Estima-se que os primeiros membros da família humana (hominídeos) viveu em África cerca de6 ou 7 milhões de anos atrás . Acredita-se ter sido floresta-moradia, talvez andar ereto nas árvores ou quando no chão.

Em 2001, fósseis do crânio de Sahelanthropus tchadensis datam desta vez foram descobertos no Chade, na África Central. Os fósseis mostram uma combinação de características simiescas e humanas-como , embora como intimamente relacionada Sahelanthropus tchadensis é para os seres humanos é o tema de debate.

Ao longo de milhões de anos, espécies distintas e linhagens emergiram e irradiada por toda a África. Entre eles estavam os primeiros membros do gênero Homo , ao qual pertencem os seres humanos modernos.

Australopithecus Sediba esqueleto réplicas de fósseisRéplicas dos notavelmente completos Australopithecus Sediba esqueletos fósseis encontrados em Malapa Cave, África do Sul em 2010.

mais antiga evidência fóssil destes seres humanos antigos data de entre 1,9 e 2,4 milhões de anos atrás , e vem do leste da África, embora uma forma humana da espécie Australopithecusfoi recentemente descrito da África do Sul.Australopithecus Sediba é 1980 mil anos de idade e é a mais semelhante à humana australopithecine ainda descoberto, com uma cavidade de aumento frente cérebro e pequenos dentes.

O surgimento dos humanos modernos

Evidências fósseis sugerem que os humanos modernos evoluíram na África Oriental cerca de 200.000 anos atrás, uma vez que os fósseis mais de 150.000 anos de idade são conhecidos da Etiópia e Quênia. No entanto, os dados genéticos de populações africanas recentes sugerem que outras regiões também pode ter sido importante.

Um estudo comparou o DNA de modernos caçadores-coletores . Os resultados revelaram que os bosquímanos da Namíbia e Khomani do sul da África, os pigmeus da África Central Biaka eo Sandawe da África Oriental têm os mais altos níveis de diversidade genética do mundo para o DNA estudados.

Embora os estudos genéticos devem ser tratados com cautela quando se trata de identificar as origens, a diversidade genética é um indicador de como um povo antigo são . Em princípio, o mais antigo da população, mais o tempo que teve de se construir a diversidade.

Fonte: Natural History Museum