Arquivos do Blog

Síria, Turquia e Iraque: a região do crescente fértil


No mapa abaixo, vocês conseguem localizar o rio Tigre e o rio Eufrates? Se precisar de ajuda, compare com o mapa da região de Crescente Fértil (clique aqui). Foi fácil identificar, não é mesmo?!

Pois bem, o que quero mostrar a vocês é que, hoje, o crescente fértil compreende os atuais países da Síria, Turquia e Iraque.

Com o passar de tantos milênios, as condições climáticas não permaneceram as mesmas e nem a ocupação do solo. A região do Crescente Fértil, atualmente, enfrente problemas sérios com a seca. A agricultura do arroz, por exemplo, está muito prejudicada. O Iraque, como vocês podem ver no vídeo abaixo, era um país auto-suficiente na produção de alimentos. Com a seca, importa 90% do arroz que consome.

Mesopotâmia: a região entre rios


A região da mesopotâmia está localizada no Crescente Fértil, situado no Oriente Próximo. —A mesopotâmia é uma extensa planície entre os rios Tigre e Eufrates, no atual Iraque.
—Na Mesopotâmia nasceram os primeiros reinos da História, formados por diversos povos:
  •  Sumérios
  • Acádios (ou Babilônios)
  • Assírios
  • Caldeus
  • Hititas

Novas Técnicas de cultivo e o surgimento das sociedades hidráulicas do Oriente Próximo


Como vimos, as primeiras cidades surgiram em regiões próximas aos rios. Mas não era fácil lidar com as cheias sazonais, já que de tempos em tempos, as águas dos rios subiam e inundavam toda a terra. Por um lado, as cheias contribuíam para fertilizar o solo. Por outro, destruía as plantações.
Essas sociedades orientais localizavam-se, basicamente, em terras áridas, precisando, então, da força das águas para se desenvolverem. Foram realizadas grandes obras hidráulicas (canais de irrigação que levavam a água para o interior) para ajudar no cultivo. Por isso, essas civilizações são também conhecidas como sociedades hidráulicas.
  • Canais de irrigação: para levar a água dos rios e lagos às plantações mais distantes. Assim, o agricultor não ficava mais na exclusiva dependência das chuvas e cheias dos rios para regar as terra.
  • Construção de diques: para    armazenar a água das cheias     dos rios, evitando que o solo ficasse encharcado.
  • Arado: aumentou as áreas cultivadas de maneira mais rápido, usando a força animal.
  •  A carroça:  puxada por rodas: permitia trasportar toneladas de cereais, aliviando as costas e os ombros de homens e mulheres;
  • Surgiram oficinas de artesãos especializados, isto é, profissionais como o ceramista, o tecelão e o carpinteiro que exerciam atividades específicas e em tempo integral. Eles criaram novas técnicas e instrumentos, como a roda de oleiro e o barco à vela.
  • comércio

E onde surgiram as primeiras cidades? No Crescente Fértil!


A agricultura tem início no Oriente Próximo, em uma região chamada Crescente Fértil.  Como o nome diz, era uma região de terras férteis bem próximas de rios, como os rios Tigre e Eufrates na Mesopotâmia e o rio Nilo, no Egito. Nessas regiões, onde a agricultura se desenvolveu, surgiram as primeiras cidades.

Graças a agricultura, e a posterior domesticação de animais, os seres humanos deixaram de ser nômades. Ou seja, deixaram de se deslocar em busca de alimentos, pois plantavam e colhiam o que necessitavam para se alimentar. Portanto, podemos dizer que se tornaram sedentários!

Mapa do Crescente Fértil

 Como as civilizações antigas do oriente surgiram?

O aparecimento das cidades marcou a passagem da Pré-História para História. Mas nem toda aldeia neolítica tornou-se cidade. Para isso acontecer foi preciso que, durante centenas de anos, ocorresse um conjunto de fatores na vida da aldeia neolítica, iniciados por volta de 3.500 a.C. E que fatores foram esses?

– Agricultura e criação de animais;

– Fertilidade dos solos;

– Proximidade aos rios;

– Aumento populacional;

– Expansão das áreas de cultivo e pastagens;

– Novas técnicas de cultivo e instrumentos de trabalho.