Arquivos do Blog

As unidades de medida de tempo!


Desde os tempos mais antigos, os seres humanos percebiam a passagem do tempo observando a natureza. Percebiam, por exemplo, que depois do dia vinha a noite; que os animais e as plantas nasciam, cresciam, reproduziam-se e morria; que havia épocas de chuvas e épocas de secas.

Foi para organizar as tarefas do dia a dia que os seres humanos criaram unidades de medida de tempo, como hora, dia, mês, ano, década, século, milênio. Para os historiadores, o tempo é um dado muito importante e organizar os diversos acontecimentos da humanidade é um dos principais desafios do historiador.

Então, observando os fenômenos da natureza e os astros celestes, camponeses, artesãos e principalmente astrônomos aprenderam a calcular a duração dos dias e das noites, a mudança das estações e a chegada de um novo ano. Com essas observações, criaram os primeiros instrumentos para calcular as horas (como os relógios) e a sucessão dos dias, meses e anos (como os calendários).

Em diferentes épocas, povos definiram divisões do tempo e algumas permaneceram até hoje. Alguns calendário foram adotados por diversos povos e outros foram impostos a povos dominados, por exemplo, o calendário gregoriano, o calendário muçulmano, etc.

Fonte: Projeto Araribá – 6ºano. Editora Moderna

Veja mais em:

Anúncios

Calendários: Maia, Islâmico e Chinês


Calendário Maia

Pesquisadores estimam que o calendário Maia foi usado pela primeira por volta de 550 a.C. É baseado no ciclo solar com 365 dias agrupados em 18 meses de 20 dias e mais cinco dias que não pertencem a nenhum mês e são acrescentados ao calendário para completar o ano. Foi o calendário mais elaborado das antigas civilizações pré-colombianas. Os maias acreditavam que o Planeta Terra possui uma existência de 5 grandes ciclos ou eras, com duração de 5.125 anos cada ciclo. Estaríamos vivendo atualmente o final do quinto ciclo que se encerra, segundo a crença maia, em 2012. Mas essa previsão catastrófica não é confirmada cientificamente.

Calendário Islâmico

O calendário islâmico ou calendário hegírico é um calendário baseado no ciclo lunar e composto por doze meses de 29 ou 30 dias com um total de cerca de 354 dias. A origem deste calendário remonta à Hégira que foi a migração de Maomé de Meca para Medina, em 16 de julho de 622.  Em 2011, o Ano Novo islâmico ocorreu a 10 de Fevereiro, iniciando o ano 1432 da era muçulmana.

Calendário Chinês

O calendário chinês combina o ciclo solar com os ciclos lunares, sendo, portanto, lunissolar. A cada 12 anos completa-se um ciclo, dentro do qual cada ano recebe o nome de um dos 12 animais correspondentes ao horóscopo chinês: rato, boi, tigre, coelho, dragão, serpente, cavalo, carneiro, macaco, galo, cão e porco.

Fonte: Nova Escola