Arquivo mensal: maio 2013

Como deveria ser o modo de vida dos primeiros grupos humanos?


 

Com o passar do tempo, nossos ancestrais aprenderam a observar a natureza e transformar o que ela oferecia. Por exemplo, ao ser lascada (ou que- brada) uma pedra ganha uma ponta aguda, cortante, e serve de instrumento de caça, defesa e pesca. No Paleolítico, os ancestrais dos seres humanos começaram a confeccionar objetos de ossos, chifres, madeira, pedra e marfim. Para suprir suas necessidades  básicas de sobrevivência, inventaram ferramentas eficientes …

ferramentas-paleolc3adtico

Aprenderam a reconhecer vegetais comestíveis e ervas curativas, eles melhoraram as técnicas de caça e pesca. Por tanto, eram caçadores e coletores.

lascaux_12

Como dependiam da oferta de alimentos disponíveis na natureza, muitas vezes precisam se deslocar de um lugar para outro em busca de comida ou para fugir de alguma ameaça natural (inundação, frio, calor). Eram nômades.

Quanto à moradia, além do abrigo nas cavernas, nosso antepassados construíam cabanas com galhos presos ao solo com pedras, cobertos com plantas. Mais tarde, para proteger-se do frio, usou também pele e ossos os animais em suas construções, um grande avanço.

images (5)

Mas o maior avanço, nesse período, foi a descoberta de como produzir fogo. Antes de aprenderem a produzir fogo, os seres humanos utilizavam as chamas que surgiam naturalmente, quando, por exemplo, um raio incendiava uma árvore. Muito tempo se passou até que eles conseguissem acender uma fogueira.  Veja no esquema abaixo:

produzindofogo

Não é difícil imaginar as várias utilidades que o fogo tinha para os seres humanos daquela época. O fogo era útil para: aquecer do frio; Cozinhar os alimentos; Iluminar; Afugentar os animais.

Anúncios

As explicações mudam: a origem dos seres humanos através da evolução das espécies.


Na última postagem, você deve ter notado que o ser humano é mostrado como uma criação divina em todas essas narrativas míticas. É somente no final do século XVIII e início do século XIX que aparecem as primeiras explicações científicas para o surgimento do ser humano na Terra, baseadas na teoria da evolução.

Você deve estar se perguntando: “professora, existe parentesco entre os seres humanos e os macacos?” . A minha resposta é: sim! Os seres humanos fazem parte do grupo dos mamíferos, chamados de primatas, que surgiu na África há cerca de 70 milhões de anos.

evolucao-humana-23

 

images (27)

Os primatas deram origem aos hominídeos, ou seja, seres que já apresentavam. Os mais antigos foram os australopithecus ou “macacos do sul” (viviam no sul da África). Ele habitou o planeta há mais de 5 milhões de anos. Ele já andava sobre dois pés, possuía a arcada dentária e o esqueleto parecidos com os do ser humano atual, mas o cérebro era bem menor. Eles se alimentavam basicamente de vegetais que coletavam da natureza.

homo habilis

Já o Homo habilis (homem habilidoso) viveu há aproximadamente 2,5 milhõesde anos. Foi o primeiro de nossos ancestrais a passar a maior parte do tempo no chão, caminhando longas distancias, além de fabricar e utilizar instrumentos para diversos fins.

 

homo erectus 3Por sua vez, o Homo erectus tinha cérebro maior do que o do Homo habilis e mais habilidade com as mãos, o que o auxiliou no aperfeiçoamento de ferramentas. Viviam em cavernas e foi o responsável por uma das maiores conquistas do ser humano: o domínio do fogo. Foi o primeiro a sair da África, espalhando-se pela Ásia e Europa.

homo sapiens 2 O homo sapiens surgiu há cerca de 300 mil anos. A postura ereta, as mudanças das feições do rosto, o alongamento do polegar, aumentando a destreza manual, foram algumas das principais transformações. Hoje, os seres humanos que habitam no planeta são os Homo sapiens sapiens.

A criação dos seres humanos através dos mitos:


Quem nunca se perguntou como os seres humanos surgiram?   Essa questão, que aflige a humanidade há muito tempo, teve respostas diferentes em cada época e cultura. As primeiras explicações surgidas foram os mitos.

Os mitos são histórias que misturam personagens reais a imaginários e atribuem grande importância às forças da natureza e aos acontecimentos extraordinários. Essas narrativas, que chegaram até os dias atuais, eram transmitidas oralmente de uma geração para outra. Por meio dos mitos de criação, podemos saber como os povos do passado entendiam e explicavam seu mundo, quais eram suas crenças, o que achavam certo e errado.

Mavutsinim – o primeiro homem

lendas_06

O primeiro homem (kamaiurá). No começo só havia Mavutsinim. Ninguém vivia com ele. Não tinha mulher. Não tinha filho, nenhum parente ele tinha. Era só. Um dia ele fez uma concha virar mulher e casou com ela. Quando o filho nasceu, perguntou para a esposa: É homem ou mulher? é homem. Vou levar ele comigo. E foi embora. A mãe do menino chorou e voltou para a aldeia dela, a lagoa, onde virou concha outra vez. – Nós – dizem os índios – somos netos do filho de Mavutsinim. Apesar de ninguém ter visto a criança, os índios acreditam que do filho de Mavutsinim tenham se originado todos os povos indígenas.

PAN ku: foi o primeiro ser vivo e o criador de tudo que existe (China)

Pangu A criação do mundo não terminou até que P’an Ku morreu. Somente sua morte pôde aperfeiçoar o Universo: de seu crânio surgiu a abóbada do firmamento, e de sua pele a terra que cobre os campos; de seus ossos vieram as pedras, de seu sangue os rios e oceanos; de seu cabelo veio a vegetação. Sua respiração se transformou em vento, sua voz, em trovão; seu olho direito se transformou na Lua, seu olho esquerdo, no Sol. De sua saliva e suor veio a chuva. E dos vermes que cobriam seu corpo surgiu a humanidade.

Nanahuatzin: o deus que se fez sol para os astecas

NanahuatzinNo quinto sol, tudo era negro e morto. Os deuses se reuniram em Teotihuacán para discutir a quem caberia a missão de criar o mundo, tarefa que exigia que um deles teria que se jogar dentro de uma fogueira. O selecionado para esse sacrifício foi Tecuciztecatl. No momento fatídico, Tecuciztecatl retrocede ante o fogo; mas o segundo, um pequeno Deus, humilde e pobre (usado como metáfora do povo asteca sobre suas origens), Nanahuatzin, se lança sem vacilar à fogueira, convertendo-se no Sol. Ao ver isto, o primeiro Deus, sentindo coragem, decide jogar-se transformando-se na Lua. Ainda assim, os dois astros continuam inertes e é indispensável alimentá-los para que se movam. Então outros deuses decidiram sacrificar-se e dar a “água preciosa”, necessária para criar o sangue. Por isso se os homens são obrigados a recriar eternamente o sacrifício divino original.

Adão e eva: o deus criador para cristãos e judeus

adão e eva

No princípio, Deus criou o céu e a terra. Ora, a terra estava vazia e vaga: as trevas cobriam o abismo e um vento de Deus pairava sobre as águas. Deus disse: “Haja luz!” e houve luz.

Deus viu que a luz era boa. E Deus separou a luz das trevas. Deus chamou à luz de dia e às trevas de noite. Houve uma tarde e uma manhã: foi o primeiro dia. (…)

Deus fez as feras segundo suas espécies, os animais domésticos segundo sua espécie e todos os répteis do solo segundo sua espécie, e Deus viu que isso era bom.

Deus disse: “Façamos o homem à nossa imagem e semelhança e que eles dominem sobre os peixes do mar, as aves do céu, os animais domésticos, todas as feras e todos os répteis que rastejam.

Deus criou o homem à sua imagem, à imagem de Deus ele o ciou, homem e mulher os criou.” Fonte: Bíblia de Jerusalém. Gênesis 1, 1-5

E, você, conhece outros mitos de criação? Deseja compartilhar conosco? Então, comente aqui!

A era cristã e sua linha do tempo


Todos sabemos que estamos no ano de 2013. Mas quando essa contagem começou? É o que vamos responder na postagem de hoje!

Para os cristãos, ele começou no ano em que Jesus Cristo teria nascido, considerado o ano 1. A pedido do papa da época, Dionísio ficou encarregado de encontrar uma data para celebrar a Páscoa. Para isso, ele decidiu fazer a contagem a partir do nascimento de Jesus Cristo. Ele calculou que Cristo havia nascido no ano 753 do calendário romano e fixou o ano seguinte, de número 754, como o ano 1 do período denominado era Cristã.

Entretanto, atualmente já é bastante aceita a ideia de que Dionísio se equivocou em seus cálculos. Jesus teria nascido, na realidade,  entre quatro e seis anos antes da Era cristã.

As datas que antecedem a Era cristã devem ser escritas em números decrescentes, acompanhadas da expressão antes de Cristo ou a.C. As datas posteriores ao início da Era Cristã devem ser registradas com números crescentes e acompanhados da expressão depois de Cristo ou d.C. Veja abaixo a linha do tempo que organiza os períodos da história da Europa, segundo alguns historiadores. A divisão em períodos ajuda a compreender mudanças e permanências da história da humanidade.

linha-do-tempo-historia-da-arte1

Abaixo, você poderá ver diferentes linhas do tempo. Além da linha do tempo correspondente ao calendário cristão, é possível ver como se organiza o tempo no calendário judaico e no calendário islâmico.

linha do tempo judaica muculmana e crista

Veja mais em:

As unidades de medida de tempo!


Desde os tempos mais antigos, os seres humanos percebiam a passagem do tempo observando a natureza. Percebiam, por exemplo, que depois do dia vinha a noite; que os animais e as plantas nasciam, cresciam, reproduziam-se e morria; que havia épocas de chuvas e épocas de secas.

Foi para organizar as tarefas do dia a dia que os seres humanos criaram unidades de medida de tempo, como hora, dia, mês, ano, década, século, milênio. Para os historiadores, o tempo é um dado muito importante e organizar os diversos acontecimentos da humanidade é um dos principais desafios do historiador.

Então, observando os fenômenos da natureza e os astros celestes, camponeses, artesãos e principalmente astrônomos aprenderam a calcular a duração dos dias e das noites, a mudança das estações e a chegada de um novo ano. Com essas observações, criaram os primeiros instrumentos para calcular as horas (como os relógios) e a sucessão dos dias, meses e anos (como os calendários).

Em diferentes épocas, povos definiram divisões do tempo e algumas permaneceram até hoje. Alguns calendário foram adotados por diversos povos e outros foram impostos a povos dominados, por exemplo, o calendário gregoriano, o calendário muçulmano, etc.

Fonte: Projeto Araribá – 6ºano. Editora Moderna

Veja mais em: